sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Gil Mellé - ANDROMEDA STRAIN O.S.T. - USA - 1971

front

Quando Robert Wise encomendou a trilha de seu filme de 71,
Enigma de Andromeda ao compositor Gil Mellé ele foi bem claro:
"Não quero que soe musica na forma que conhecemos na terra,
quero algo alienígena"

Picture 10

Picture 9

1444434032_0e9b648dbd_o

Mellé teve muita dificuldade em se levrar dos vícios de um compositor
tradicional, por mais que tivesse a cabeça aberta.

3159359611_86a10283e9_o

Haviam momentos em que, durante a apresentação para
a aprovação com o diretor, ele ouviu muito:

"muito musical!"
"esse timbre lembra muito violinos, troque!"
"quero mais, mais alienígena!"

sc00cfd7b9

Com muito esforço conseguiram chegar a este resultado que eu
chamaria de quase alienígena, considerando a obra de
compositores de vanguarda como Stockhausen, Henry e etc...

745930281_09384a332b_o

Mesmo assim, considero esta a trilha modelo para a linguagem de
um verdadeiro filme de Ficção Científica, conceito que se perdeu
com o passar do tempo quando o gênero virou meramente uma
aventura ou filme de ação, onde a narrativa tanto poderia
acontecer num castelo medieval quanto no planeta marte.
Digamos de forma mais clara, um jeito George Lucas de ser.

Picture 18

Picture 17

Picture 16

Este é um o que podemos chamar de um filme Sci-Fi sério,
onde uma epidemia vinda do espaço está prestes a disimar a
população da Terra, e a única esperança é um grupo de cientistas
e médicos, o que não inclue uma gostosa nem um galã, alto
absolutamente inconsebível para o cinema da atualidade.

Picture 14

754090002_6277a494f3_o

Toda trama se passa dentro de um laboratório, remetendo
ao clima claustrofóbico de "2001 Uma Odisséia no Espaço",
que possui vários andares/estágios da evolução da pesquisa
contra o virus mortal, cada um de uma cor diferente.
Na real, como não era uma produção milhonária, os cenários
eram sempre os mesmos, só mudavam a cor da pintura.

Picture 8

Picture 2

Sem dúvida um filme muito difícil de realizar, sem ação e
sem astros, e cuja trilha totalmente de vanguarda. que pena
que vemos muito pouco hoje em dia este tipo de experiências...

Picture 5

Picture 6

Um clima frio, árido conduz o desenvolvimento da estória,
pessimista rumo ao apocalipse eminente, reforçado pela
música que de tão artificial se torna bela.

754089988_e8f179e5d7_o

Gil Mellé tinha um forte envolvimento com o jazz, e isso
faz que na trilha haja instrumentos reconhecíveis como
baixo acústico e piano elétrico.
Com certeza não era bem a proposta de Wise, mas acabou
fazendo algumas conseções.
Alguns historiadores e fãs citam a música de Gil Mellé para
o filme O Enigma de Andrômeda (1971) como a primeira verdadeira
composição eletrônica para cinema, que foi composta usando
sintetizadores rudimentares e dispositivos eletrônicos desenvolvidos
por ele próprio, que era um auto-didata na música eletrônica.
Mas sabe-se que isso não é verdade.
O casal Bebe e Louis Baron criaram em 1958 a trilha para o filme
"O PLANETA PROIBIDO" utilizando equipamentos eletrônicos
ainda mais rudimentáres e gerando resultados tão ou mais anti-música
que Mellé pode alcançar aquí.
Houveram também ótimos momentos eletrônicos no filme:
"O PLANETA DOS VAMPIROS" de 1965 de Mario Bava (filme que
tem no elenco uma gostosa, a brasileira Norma Bengell), mas não
sei informar de quem é a trilha...

inside

hexa

O disco lançado em vinil da trilha possui, em sua versão original,
uma embalagem maravilhosa. Na minha opinião a mais linda e
engenhosa já feita.

2569061918_45b00e2567_o

2565304249_6353634084_o

Outra coisa espetacular sobre essa edição é que o vinil tem a
forma de um hexagono, figura matemática que remete a assunto
abordado no filme.

Infelizmente o filme não foi lançado no Brasil em DVD, mas como
acabou de ser lançado um remake hollywoodiano, que diga-se de
passagem, foi um fracasso total nas bilheterias, quem sabe não
teremos o original nas locadoras?
Minha cópia tive que comprar importada ainda sem remasterização.

Sem dúvida um de meus filmes e trilha favoritos!
Assista a abertura do filme que tem um design maravilhoso:


Abertura Enigma de Andromeda from paulo beto on Vimeo.

Tracklist:

01 - Wildfire
02 - Hex
03 - Andromeda
04 - Desert Trip
05 - The Piedmont Elegy
06 - OP
07 - Xenogenesis
08 - Strobe Crystal Green

Experimente aquí

Este post teve a eficaz colaboração de Mauricio Bratifisch
e Vanderlei Lucentini

5 comentários:

Phil disse...

é demais mesmo, pb, mas a trilha lembra muito a feita por Bronislau Kaper para THEM!, outra ficção científica, dirigida por Gordon M. Douglas em 1954. Vc não acha?

abs.

Phil disse...

Putz, confundi! é verdade o lance no Kaper, mas acho que o briefing do Robert Wise para este filme foi meio que o mesmo que os irmãos Bebe e Louis Barron receberam pra fazer "Fobidden Planet", do Fred Wilcox (1956). Aliás, diz-se, eles só fizeram ESTA trilha (que é demais!).

pb disse...

Pois é, a trilha do Planeta Proibido é ainda mais radical, né?
Curto demais!!!!
Tenho só em cd, mas estou namorando uma cópia em vinil...

roberto disse...

De fato, depois de star wars, a ficção nunca mais foi a mesma. Tem um outro filme estranho, inexistente em dvd (acho) que se chama Fase 4 - destruição. Tem trilha experimental, para um filme, mas a música é "normal"

armeur H disse...

que grande sorte ! o objecto-disco e de mais !

 
Music Top Blogs