quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Rodolfo Caesar - A Arte dos Sons - 75 / 76 / 78

caesar

A contra-capa diz assim:

"A Arte dos sons

Artista dos sons, ou artista sonoplástico, pode ser todo aquele que queira ou tenha que entrar no circuito tradicional estruturando num percurso que começa nas exigências do mercado musical, passa pela censura estética da ordem dos músicos do Brasil, pela censura principalmente dita, e termina na consciência de cada um. A classe dos artistas sonoplásticos, que ora se imagina, não tem estatutos e nem se esforça por tê-los, por não querer regulamentar uma atividade artistica que, por definição, encontra-se além do delimitável por regras práticas."

Rodolfo Caesar assina e não coloca nenhuma data. Eu gostaria muito de saber quando esse disco foi produzido. Sei apenas as datas das obras, 75, 76 e 78.
Essa obra não pertence à nenhum selo, à não ser ao arquivo pessoal do próprio compositor.
Esse é um disco bem difícil de se encontrar porque foi feito com recursos do próprio compositor e imagino que numa tiragem mínima. Esta minha peça me foi presenteada pelo grande amigo Luciano Padilha.

Nasceu no Rio de Janeiro, em 1950. Estudou música na Uni-Rio na década de 70, quando também estagiou com Pierre Schaeffer no Conservatoire National Supérieur de Musique de Paris. Cursou o mestrado em filosofia na UFRJ, e mais tarde completou doutoramento orientado por Denis Smalley na University of East Anglia (Inglaterra). Fundador do Estúdio da Glória, ali lecionou música eletroacústica e produziu obras para concerto e para aplicações diversas como dança, vídeo, cinema e teatro. Recebeu bolsas e encomendas de instituições como Fundação Vitae, Bolsa de Artes RioArte, Arts Council of England/Sonic Arts Network, Arts Council of Great Britain, Groupe de Recherches Musicales, Composer's Desktop Project, e de artistas como o Duo Diálogos, Eliane Carneiro (coreógrafa), Milton Machado (artista plástico), entre outros. Recebeu distinções diversas: Prix Noroit-Arras, Concours de Musique Electroacoustique de Bourges, Tribuna Internacional de Música Eletroacústica. Leciona na Escola de Música da UFRJ, onde coordena o Laboratório de Música e Tecnologia, LaMuT. É pesquisador do CNPq e atualmente compõe em seu estúdio pessoal. Seu trabalho mais conhecido é a peça eletroacústica intitulada Círculos Ceifados e o sítio na Web que a "explica" e a disponibiliza em arquivos mp3, em: http://www.ufrj.br/lamut/cropsite/

IMPORTÂNCIA DE SUA OBRA
Rodolfo Caesar iniciou seus trabalhos eletroacústicos quando essa atividade ainda era incipiente no Brasil. Seus trabalhos se constituem como uma das obras mais expressivas realizadas para esse meio. Suas peças misturam sons pré-gravados com sons sintetizados e primam pela sutileza com que as sonoridades são trabalhadas e combinadas. Tem dedicado sua atenção à questão da escuta musical, o que reflete sua influência do pensamento de Pierre Schaeffer, um dos pioneiros da música eletroacústica. Em Círculos Ceifados, uma de suas obras mais recentes, o compositor alcança uma expressividade e unidade do material sonoro raramente observadas no repertório eletroacústico.

http://www.ufrj.br/lamut/cropsite/

01 CURARE II - 1975
02 LES DEUX SAISONS - 1976
03 TUTTI FRUITTI - 1978

http://www.mediafire.com/?p9p2sllinwm

Um comentário:

continuo disse...

Absolute masterpiece. Thank you very much.

 
Music Top Blogs