sábado, 12 de setembro de 2009

Michele Musser - Eye Chant - USA - 1986

musser-front

Ela não é nenhuma pioneira, embora nem tanta gente estivesse
fazendo que ela fez nos anos 80.
O caso é que essa "garota" não se tornou a Laurie Anderson e
vá saber no que ela se tornou...
Não existe nehuma informação sobre ela na internet e nem na
capa do disco.
O selo que lançou seu disco, QUICK SHOWER MUSIC, parece ser
menor que qualquer selo seria numa cidade interiorana no Brasil.
Artisticamente eu diria que é um grande arroizim com feijão
programado e executado por equipamentos eletrônicos da época.
Não dá pra precisar exatamente quais equipamentos.
Com certeza um sampler, daí eu poderia arriscar dizer que
pode ser um synclavier ou um fairlight.
Na capa diz apenas que foi gravado em casa.
A qualidade não é nada ruim, por isso concluo que era uma
espirante a "Doris Norton" riquinha sem muito talento.
Bom, o tempo passa e o rigor com as obras vai sumindo, já
que existe tanta coisa pobre e fraca hoje em dia nos meios
da chamada "arte eletrônica".
Olhando por esse prisma e ainda somando o fato de ser uma
"gatinha punk-new wave-neo avantgarde" vale a pena trazer
do total esquecimento esse disco que se torna curioso.
Uma coisa é certa, a moça se levava à sério.
As músicas se seguram na intenção e a capa foi muito bem
realizada.
Moça moderninha ressucitada do túnel do tempo dos chiques

musser-back

tracklist:
Tour de France (Day 2)
In the Air
The Intruder
100% Bridal Illusion
Eyechant
Dream Clock
Proteus and The Marlin
Too Much.

baixe aqui

7 comentários:

Rafael disse...

Interessante..

Como vc nunca tinha ouvido falar. De fato não é um grande disco ( longe disso). Mas valeu pela curiosidade!

Não sei se vc concorda, mas 1986 não foi um grande ano para a música em geral.

pb disse...

Será?
O Halber Mench não é de 86?

Rafael disse...

É.

Cada ano tem alguns discos bons...
Mas não dá pra comparar 86 com 77-83, nem com 67-73...

Mesmo esse, na minha opinião, nao é o melhor album do EN.

pb disse...

Mas é um grande álbum do grupo. Um dos mais importantes da carreira deles.

Zakey Tell disse...

Cara, teu blog é um escracho... melhor do que os 'posts' inspirados (e alguns bem esquisitos também) são teus comentários... conquistaram minha total curiosidade!
Parada obrigatória pra mim, q mesmo sem entender grandes coisas de synths, percussões, mesmo de música em si, ainda assim consigo apreciar e me deleitar com artistas interessantes, que tem algo a dizer (ou melhor, a tocar...)
Gostei muito cara, legal demais!!

pb disse...

Caro, Zakey Tell,
seja sempre bem vindo!
É sempre bom saber que tem gente gostando do blog.
Isso me dá mais e mais vontade de continuar!
grande abraço
pb

fauxminute disse...

Muito obrigado por este disco,

Gosto bastante .

¿Escutas a Suzanne Ciani? parece-se um pouco (só um pouco =))

por verdadeiro ¿este é seu unico disco?

Saludos ,,,

 
Music Top Blogs